Versos sem poesia

Versos sem poesia

Volta, volta pra mim meu acalanto
Sem teu canto eu me espanto
E choro, e quero e tanto!
Entretanto, teu manto não é o que me cobre

Espero, enfermo, o termo desse pranto
Que, no entanto, só cessa com teu encanto,
Com beijos e abraços, com teu amor nobre

Descobre um jeito, perfeito, 
Pra curar o defeito da distância.
Só tua exuberância 
Desatina meu peito

O amargor com que encaro o dia
Cinzento, opaco,
Sem melodia, sem alguém, que de fato
Entre e encaixe na minha sinfonia.

Seja feliz, mas que tua felicidade não signifique
O fim deste sentimento; que não implique

Acostumar-se sem você, 
A viver
Sem te ver, sem te ter, 
Sem poder amar você

Bruno Theodosio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s