Liberal Econômico é o Conservador Político

Liberal econômico, pra mim, é conservador político. Porque o liberalismo econômico pressupõe que a divisão entre os possuidores x despossuídos (tanto dos meios de troca quanto dos meios de produção) como premissa fundante do mundo posto.
É uma liberdade natural, quase jusnaturalis (só não o é devido ao caráter civil de sociedade) o direito à propriedade privada, aquela que, quando desenvolve-se na sociedade cria a dicotomia supracitada. Para o liberal econômico esse é um direito natural, ele ocorre e não precisa ser subvertido, nem modificado. Não sou um conhecedor do Liberalismo Econômico, mas os liberais que conheço parecem entender a propriedade privada como auto realizada; ele se realiza em si mesma porque “a propriedade existe porque é natural, e é natural porque existe”. Não há historicidade nessa análise.

[para os liberais econômicos] Partindo disso, dado que a propriedade PRIVADA é, em si, NATURAL, posta no mundo, a posição política advinda dessa premissa é de que a estratificação seja, também, natural – que pode, porém, ser modificada através da ascensão social, ninguém colocou um mundo estamental- mas que é tábua de assentamento da sociedade. Em cima dela, edifica-se o tecido social, é ela que medeia a sociabilidade do mundo capitalista. É na dialética que se compreende o caráter excludente-complementar entre os que têm e os que nada têm.

a) Excludente porque é da exploração daqueles que não têm nada além de sua força humana de trabalho, pelos outros que detém o monopólio de propriedade dos meios de produção que se dá o processo de produção material da vida. (causado pela apropriação privada dos meios de produção)

b) Complementar porque o capital emprega o trabalho. Sem trabalho, o capital não produz, sem capital, o trabalho não acha uso(emprego).

Trocando em miúdos, o liberal econômico entende que a estratificação social ocorre e é natural em si, senão, pelo menos natural da sociedade tal qual se encontra(capitalista). O conservador político acredita que não há necessidade de se modificar a sociedade, por isso, conservador, reacionário. Ou seja, ele conserva a sociedade como está, conservando o capitalismo, nem que em seu “Tipo Ideal”, porém, mantendo a infra-estrutura; aquela que leva à cisão da sociedade entre classes e suas frações, que são naturais aos liberais econômico. Liberalismo econômico e Conservadorismo Político são duas faces da mesma moeda.

Uma resposta em “Liberal Econômico é o Conservador Político

  1. Quando leio sobre o assunto, lembro que é o liberalismo econômico a verdadeira “utopia”. Como diz o jurista burguês (mas ex-quadro do Partidão) Eros Grau, “o mercado não seria possível sem uma legislação que o protegesse e uma racional intervenção, que assegurasse a sua existência e preservação”.

    Isso ficou claro, por exemplo, nas mais recentes crises do capitalismo em 2008, quando o Estado precisou intervir para salvar o sistema. “Mão invísivel” coisa nenhuma, caro Adam Smith.

    O conservadorismo político vem junto, naturalmente. Liberdade sim; mas até onde eu quiser…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s