O que foi Lula e o Lulismo

O problema geral da política lulista é a base de apoio cheia das alianças estranhas e uma base volúvel(leia-se PC do B, comunista de DNA, ruralista e aburguesado de projetos). Como aceitar a posse de uma ex militante da COLINA, VAR-Palmares e depois da VPR ao lado do Sarney(ARENA)? Estudar a história política brasileira é estudar uma “Modernização Conservadora” quando as bases infra-estruturais são mantidas porém com avanços sócio-econômicos. Ou seja, política macroeconômica continuou a mesma desde o neoliberal FHC até o ex agitador de fábricas Lula. O próprio movimento da transferência de renda foi nenhuma revolução, apesar de toda importância subjetiva(valorizar o ser humano e engajá-lo no projeto nacional) e força cooptadora que teve. Não houve nenhuma mudança estrutural na forma de governo, somente uma coalizão contando com partidos à reboque e movimentos sociais amanssados através da cooptação das lideranças e do peleguismo sindical. Outro grande problema de qualquer governo que entre ou saia é a umbilical ligação da burguesia nacional ao grande capital financeiro e monopolista internacional subjulgando as demandas nacionais aos interesses supra-nacionais. Não há como notar que até o neoliberal FHC fez mais pela reforma agrária que o lulismo de Lula. Resumindo, um governo como Lula, pode ser chamado, mesmo que sem muita força semântica, de social-liberal, que no fundo, nada mais é do que a social-democracia com outro nome. Modificaram-se algumas coisas, temos as classes menos favorecidas com poder de compra e uma política internacional soberana e fortalecida; temos no entanto, outros enormes problemas, mas só daqui a alguns anos teremos o distanciamento histórico para podermos fazer uma análise imparcial e isenta de opiniões ideológicas ou gostos pessoas. No geral, presenciar uma mulher suceder um metalúrgico na presidência é uma grande revolução sim, isso tudo fortalece nossa democracia! Sem esquecer de um negro nos EUA, um gerrilheiro na Nicarágua, um índio na Bolívia, e outras milhares de minorias mostrando que as mudanças estão acontecendo; como diz o SubComandante Marcos do EZLN: “…de minorias em minorias acabamos sendo a grande maiora”

olha lá hein, logo logo surge um Comunista (de verdade) por aí…

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s